Primeira morte por Febre Oropouche é confirmada na Bahia

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) confirmou nesta segunda-feira (17) a primeira morte por Febre Oropouche no estado. A vítima, uma mulher de 24 anos, residia em Valença, localizada a 123 km de Salvador.

O falecimento da jovem ocorreu em março deste ano, mas a confirmação da causa só foi divulgada agora devido à necessidade de múltiplos exames para determinar com precisão a origem do óbito. Detalhes adicionais sobre o estado de saúde da paciente não foram fornecidos.

Além disso, a Sesab investiga uma segunda morte possivelmente relacionada ao Oropouche. O segundo paciente é um jovem de 21 anos, cuja morte foi registrada em Camamu, cidade situada a 72 km de Valença. Desde março, o estado já confirmou 691 casos de Febre Oropouche em 48 cidades. As primeiras ocorrências foram identificadas em Laje e Valença, onde ocorreu o primeiro óbito.

Até a última atualização da Sesab, Gandu, localizada no sul da Bahia, liderava o número de casos confirmados com 81 registros. Amargosa registrou 66 casos positivos, seguida por Uruçuca, com 50 casos.

A Febre Oropouche é uma doença viral transmitida por mosquitos e caracterizada por febre, dor de cabeça, mialgia e, em casos graves, encefalite. A Sesab continua monitorando e investigando a situação para evitar a disseminação do vírus.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE