Paulo Afonso-BA: MONA do Rio São Francisco realiza Educação ambiental em assentamento

No dia 10 de abril, a gestão do Monumento Natural do Rio São Francisco (AL/BA/SE) realizou uma ação voltada à educação ambiental para o Assentamento Lameirão no município de Delmiro Gouveia-AL, com o apoio da ESEC Raso da Catarina (BA). A iniciativa, realizada no assentamento que está inserido nos limites da Unidade de Conservação, contou com a parceria de agricultores, conselheiros da UC e outras pessoas interessadas em saber mais sobre a proteção ao meio ambiente.

A atividade contou com, aproximadamente, 25 pessoas, Na ocasião, o gestor do MONA, Emerson Leandro, explicou que a UC é importante para o desenvolvimento socioambiental, pois contribui para a preservação do ecossistema onde aquela comunidade está inserida e que sem a proteção da Unidade aquela área que é envolvida por vegetação nativa e animais silvestres, poderia estar devastada pela ação antrópica do homem.”

Esta ação teve como objetivo iniciar o Plano de Gestão em Educação Ambiental do MONA do Rio São Francisco onde, a cada mês pelo menos 1 (uma) comunidade deve ser visitada durante o ano de 2019 para realizar atividades de educação ambiental e com isso abrir um canal de diálogo com a comunidade do entorno. Também foi aberto um espaço para os presentes fazer perguntas e tirar dúvidas sobre as regras que regulamentam as atividades dentro da UC.

José Cazuza Ferreira, Conselheiro da Unidade representante do assentamento, expressou que “ ações como essa, são importantes para sanar dúvidas de nós assentados, e para que no futuro não sejamos autuados por cometer algo que não é permitido dentro do MONA, está reunião também foi formidável para saber mais sobre o ICMBio e sobre a preservação do meio ambiente.”

O chefe da Unidade destacou que atualmente um dos maiores problemas enfrentados pela unidade são as ocupações irregulares e desmatamento, principalmente nas margens do Cânion do rio, “As maiores preocupações hoje são o desmatamento e a ocupação irregular nas margens dos cânions, pois, um dos objetivos de criação da Unidade foi a preservação da beleza cênica desses locais. Entendemos que, se a proteção desses espaços for intensificada, vamos favorecer, o desenvolvimento econômico e social, bem como preservar a biodiversidade.”

Outro ponto importante dessa atividade foi esclarecer que é incentivada as atividades de turismo ecológico conforme o decreto de criação e está elencado nos objetivos do Monumento Natural do Rio São Francisco (AL/BA/SE), esclarecimento enorme, pois, na comunidade existem jovens que trabalham com trilha ecológicas, o grupo tem o nome de Trilha Ecológica Veredas da Caatinga, essa atividade gera renda e desenvolve o espirito de empreendedorismo dos adolescentes do assentamento Lameirão.

Credito das Fotos: Osmar Barreto

EMERSON LEANDRO COSTA DE OLIVEIRA

Matrícula 2421308

Chefe do Monumento Natural do Rio São Francisco

  


WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE