Bahia:  Fotos e vídeo do Discurso de Posse do Governador Rui Costa (PT)

Rui destaca parceria com Municípios

O governador Rui Costa destacou a parceria do Governo do Estado e prefeituras na constituição dos consórcios interfederativos de saúde em seu primeiro mandato. No evento de posse ocorrido nesta terça-feira (1º), na Assembleia Legislativa da Bahia, Rui falou sobre a concretização e resultados dessas parcerias. “Hoje, as policlínicas e os hospitais regionais estão chegando mais perto das pessoas que moram distante da capital”, afirmou.

Para os próximos quatro anos, o governador garante buscar refinar a oferta dos serviços à população. “Buscaremos destravar o fluxo de procedimentos, as formas de regulação, além de melhorar a gestão dos equipamentos de saúde. Com fé em Deus, vamos continuar dando passos largos nessa direção”, disse Rui Costa.

 

“Me orgulho de ser o governador que mais investiu em Segurança Pública”, diz Rui

Ao pontuar as ações desenvolvidas na área da Segurança Pública na Bahia, durante cerimônia de posse, nesta terça-feira (1º), o governador Rui Costa afirmou que é preciso construir um modelo de intervenção que interrompa o ingresso dos jovens no mundo do crime. “Me orgulho de ser o governador que mais contratou policias e que realizou os mais robustos investimentos em Segurança Pública, em apenas quatro anos. Estamos fazendo a nossa parte, para garantir um melhor cenário para os baianos, principalmente entre os nossos jovens. Temos um conjunto de programas e ações que ofertam educação formal, profissional e cultural, com a construção de espaços desportivos nas escolas, a valorização dos laços humanos de convivência e oportunidades concretas de ingresso no mundo do trabalho. Assim, estamos conseguindo bons resultados no combate à violência e à criminalidade”, revelou.

A redução de 28,5% da taxa dos crimes violentos letais intencionais (CVLI’s) na Bahia foi mencionada pelo governador. “Essa é uma redução bastante significativa em termos relativos de taxas. Mas ainda não estamos satisfeitos. Os patamares ainda são altos e não podem ser resolvidos apenas com esforços do Estado”, argumentou.

Rui Costa defendeu, mais uma vez, que é preciso pensar as conexões nacionais deste problema, que extrapolam as fronteiras dos estados. “O enfrentamento do crime organizado, do tráfico de drogas e das suas conseqüências obriga a uma mudança de concepção e de metodologia de ação, articulada a uma política nacional de inteligência e de segurança pública que oriente o uso da força, propriamente dita. É isso que todos nós, governadores de estado, estamos esperamos. Não posso concordar com a distribuição de armas, em um país onde morrem tantos jovens, como se isso fosse trazer a paz. A arma, infelizmente, é necessária, mas apenas para quem cumpre a função de Estado.”, concluiu.

Rui quer “levar água para todas as comunidades rurais da Bahia”

O governador Rui Costa afirmou, nesta terça-feira (1º), que um dos objetivos do Governo do Estado nos próximos quatro anos é “levar água para todas as comunidades rurais da Bahia”. No discurso de posse para o segundo mandato, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), ele também destacou ações para a agricultura, estradas, meio ambiente e saneamento básico.

“A agricultura”, afirmou Rui, “é o setor de maior destaque na formação do PIB do estado. Porém, ainda não somos autossuficientes em vários produtos e esse é um dos nossos desafios. Vai ser preciso, em parceria com as prefeituras e com a rede de entidades que atuam no campo, ampliar a agroindustrialização, a infraestrutura rural, as estradas vicinais, a comercialização, a assistência técnica e a extensão rural”.

Em relação à infraestrutura hídrica, ele disse que “já realizamos e vamos continuar executando desde as grandes obras de adutoras, barragens e canais, até a implantação de poços e tubulações alcançando, inclusive, os lugares remotos do estado. A minha meta – sei que é audaciosa – é levar água para todas as comunidades rurais da Bahia. Estamos trabalhando para tornar isso uma realidade”.

Quanto ao saneamento básico, o governador ressaltou que tem trabalhado para executar as obras “tanto de macrodrenagem quanto de esgotamento sanitário, perseguindo dois objetivos: proteger as pessoas e o meio ambiente. Quero elevar a cobertura do esgotamento na Bahia e, para isso, além dos recursos próprios, buscaremos a parceria com a iniciativa privada”.

Adotamos um modelo exigente de fazer gestão”, afirma Rui em discurso

O governador Rui Costa reforçou nesta terça-feira (1º), no discurso de posse para o segundo mandato, o compromisso com o funcionalismo estadual e a importância da nova reforma administrativa para a prestação de serviços à sociedade baiana.

“O salário dos servidores estaduais ativos e aposentados é pago rigorosamente em dia há exatos 12 anos. Alguns dirão: isso é obrigação. Sim, é uma obrigação que cumpro mesmo diante da grave retração econômica que tem afligido a maior parte dos estados brasileiros”, afirmou.

O governador lembrou ainda que “diferente do que ocorre em outros lugares, aqui, mantivemos e ampliamos a oferta dos serviços públicos estaduais à população. Isso só foi possível porque adotamos um modelo exigente de fazer gestão. Assim, prosseguiremos”.

Sobre a nova reforma administrativa, que deve gerar uma economia superior a R$ 400 milhões anuais, Rui ressaltou que “os próximos quatro anos virão com muitos desafios. Como no primeiro mandato, precisei ajustar a máquina estadual para continuar a dar horizonte à população baiana”.

As medidas da reforma, acrescentou o governador, “são fundamentais para garantir que o Estado permaneça funcionando plenamente e com mais eficiência para que os avanços continuem sendo possíveis. Desde 2007 e, especialmente nos últimos quatro anos, a Bahia vem sendo governada com muita responsabilidade e compromisso com a gestão administrativa e financeira”.

 

 

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE